São Paulo
16º

Medicamentos e Farmácia - Medicamentos

› Dicas para identificar e diferenciar medicamentos verdadeiros dos falsos
A compra de medicamentos verdadeiros ajuda a combater a pirataria e promove a saúde e qualidade de vida, pois adquirir medicamentos falsificados são um risco. Eles não tratam, não curam e, em alguns casos, podem levar à morte.

Confira algumas dicas para diferenciá-los e atenção na hora da compra:

Medicamentos Verdadeiros
Entregues em embalagem lacrada ou com selo de segurança
Possuem registro na Anvisa e são comercializados em estabelecimento autorizado (farmácias ou drogarias)

Na caixa há uma “raspadinha” que ao ser raspada exibe o logotipo do fabricante e a palavra QUALIDADE
São vendidos com nota fiscal acrescido do número do lote
O farmacêutico está presente no estabelecimento para tirar dúvidas e ajudar o consumidor
Apresentam na embalagem data de fabricação e validade, CNPJ, nome e endereço do detentor do registro e do fabricante
Na caixa há o telefone do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), com o 0800 do fabricante para orientações e esclarecimentos
Medicamentos Falsos
Comercializados em embalagem aberta, sem lacre e sem selo
O nome e a embalagem do produto se parecem com o original, mas podem ter cor, formato e tamanho das letras diferentes do produto verdadeiro
A caixa não apresenta a “raspadinha” ou esse espaço está danificado
São vendidos sem nota fiscal
São comprados em camelôs, feiras ou em algum local não autorizado e sem assistência profissional qualificada
Não apresentam data de validade ou a mesma foi alterada

Não consta na embalagem o telefone Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), com o 0800 do fabricante

Lembre-se: o médico e o farmacêutico são os profissionais qualificados para dar orientações sobre medicamentos.

Faça a sua parte!
Caso encontre medicamento falsificado à venda ou suspeite de pirataria, denuncie à Anvisa pelo telefone 0800 6429782 ou envie um e-mail para ouvidoria@anvisa.gov.br

Voltar