São Paulo

Medicamento para esclerose múltipla dará maior qualidade de vida aos pacientes

09/01/2019 às 11:31

O Sistema Único de Saúde incorporou o acetato de glatirâmer 40 mg. O medicamento, com maior miligrama, permitirá que o paciente reduza de sete para três doses injetáveis por semana

 

Pacientes adultos que sofrem com Esclerose Múltipla Remitentes Recorrentes (EMRR) terão acesso ao acetato de glatirâmer (Copaxone) na versão de 40 mg, por meio do Sistema Único de Sáude (SUS). O medicamento injetável impede a atividade da doença que ataca o sistema nervoso central e provoca distúrbios na comunicação entre o cérebro e o corpo. O SUS já oferta a versão de 20 mg. Com a medida, o paciente reduzirá em mais da metade o número de aplicações no corpo por semana, passando de sete para três injeções, o que irá gerar mais qualidade de vida ao paciente

 

Leia o conteúdo na íntegra em saude.gov.br

Voltar